Antiteuchus simulatus,

Fernandes, José Antônio Marin & Grazia, Jocélia, 2006, Revisão do gênero Antiteuchus Dallas (Heteroptera, Pentatomidae, Discocephalinae), Revista Brasileira de Entomologia 50 (2), pp. 165-231: 204-205

publication ID

http://doi.org/ 10.1590/S0085-56262006000200004

DOI

http://doi.org/10.5281/zenodo.4339940

persistent identifier

http://treatment.plazi.org/id/5B3B87A9-FFD3-FFC4-FC26-A6BE50200415

treatment provided by

Carolina

scientific name

Antiteuchus simulatus
status

sp. nov.

Antiteuchus simulatus  sp. nov.

( Figs. 175–181View Figs, 305View Fig)

Etimologia. Nome indica a grande semelhança com A. tesselatus  e A. marini  .

Medidas (n=18): comprimentototal- 11,2-12,0; larguratotal- 7,2-7,9.

Segmento antenal Iamarelo com manchas escuras. Segmento II amarelo-escuro com manchas negras. Segmentos III e IV negros com um anel amarelo na base. Segmento V amarelo com um anel negro próximo ao ápice, região apical amarelo-escura. Segmentos em ordem crescente de comprimento: I; II; III; IV e V subiguais.

Conexivo exposto, áreas intersegmentares negras alternadas com áreas amarelo-escuras; pontuação castanhoclara interligada por faixas de mesma cor. Processo mediano do urotergito VII com parte livre larga e muito convexa transversalmente (fig. 175).

Pigóforo amarelo. Escavação do bordo dorsal quase tão larga quanto profunda (fig. 176). Bordo ventral trapezoidal, margem superiorreta ou levementecôncava e mais larga que a extremidade do segmento X (fig. 177). Face dorsal do ângulo póstero-lateral do pigóforo convexa, estreita, com um sulco mediano longitudinal e sem uma prega. Faceinterna convexa; ápicecom uma pequena área intumescida, quase inconspícua, e com manchas castanho-escuras na extremidade; margem ventralinterna castanha.

Lobo dorsal do parâmero (figs. 179-181) amplo, delgado, convexo transversalmente e projetado ventralmente; esta projeção é longa, lingüiforme, larga e côncava transversalmente, ultrapassando muito o lobo ventral em vista posterior. Carena dorsal alta e evanescente na base do lobo dorsal. Lobo lateral externo desenvolvido, arredondado, levemente convexo e curvado látero-dorsalmente. Loboventral longo, delgado, afilado em direção ao ápice, plano ou levemente convexo transversalmente e curvado lateralmente.

Holótipo macho: Brasil, Pará: Medicilândia , Rodovia Transamazônica (BR 230), km 70-101, X-1980, A.C. Mendes ( MPEG)  . Parátipos: Brasil, Amazonas: Manaus, Rod. Manaus-Itacoatiara km 30, X-1979, A. C. Mendes, 1 fêmea ( INPA)  , 1 fêmea ( MPEG)  ; Pará: Melgaço, Floresta Nacionalde Caxiuanã , Estação Científica Ferreira Pena , heliporto, XI-2003, J. A. M. Fernandes, 1 macho ( MPEG)  ; Altamira, Rodovia Transamazônica (BR 230) km 65, 28-II-1979, A. C. Mendes, 1 macho ( AMNH)  ; Medicilândia, Rodovia Transamazônica, km 79, XI-1982, Biccelli, 1 fêmea ( MZSP)  ; idem, km 95, 1979, Biccelli, 1 macho e 1 fêmea ( MPEG)  , 1 macho e 1 fêmea ( UFAM)  2 machos ( UFRG)  , 1 macho ( INPA)  ; idem, km 100, VI-1979, A. C. Mendes, 1 fêmea ( UFRG)  ; Tucuruí , I-1979, M. Alvarenga, 1 macho ( MZSP)  ; Rondônia: Ouro Pretod’Oeste , 1980, A. C. Mendes, 1 macho ( MPEG)  ; Mato Grosso: Porto Velho, Rio Tapirapé , 30-XII-1964, R. T. Lima, 1 fêmea ( MZSP)  ; Sinop , 12°31’S 55°37’W, X-1974, M.Alvarenga, J. A. Slater collection, 1 fêmea ( AMNH)GoogleMaps  .

Distribuição: BRASIL, Amazonas: Manaus; Pará: Castanhal, Altamira, Medicilândia, Tucuruí; Rondônia: Ouro Pretod’Oeste; Mato Grosso: Porto Velho, Sinop.

Comentários: Os exemplares analisados pertenciam às coleções da UFRG, AMNH e MZSP. Esta espécie distingue-se das demais por apresentar o artículo antenal II maior que o I; bordo ventral do pigóforo trapezoidal; projeção ventral do lobo dorsal larga e ultrapassando muito o lobo ventral em vista posterior; lobo lateral externo do parâmero desenvolvido, arredondado e levemente convexo.

MPEG

Brazil, Para, Belem, Museu Paraense Emilio Goeldi

INPA

Brazil, Amazonas, Manaus, Instituto Nacional de Pesquisas da Amazoonia, Colecao Sistematica da Entomologia

AMNH

USA, New York, New York, American Museum of Natural History

MZSP

Brazil, Sao Paulo, Sao Paulo, Museu de Zoologia da Universidade de Sao Paulo

UFAM

UFAM

UFRG

Brazil, Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Instituto de Biologia

V

Royal British Columbia Museum - Herbarium

MPEG

Museu Paraense Emilio Goeldi

INPA

Instituto Nacional de Pesquisas da Amazonia

AMNH

American Museum of Natural History

MZSP

Sao Paulo, Museu de Zoologia da Universidade de Sao Paulo

UFRG

Instituto de Biologia